Ensino Médio

O ENSINO MÉDIO

(Texto constante no Informativo 2022)

O Ensino Médio, etapa final da educação básica, com duração mínima de três anos, é a conclusão de um período de escolarização de caráter geral, bem como parte de uma etapa da escolarização que tem por finalidade maior o que está previsto no Artigo 35 da Lei No 9.394/96, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: 

I - a consolidação e aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no ensino fundamental, possibilitando o prosseguimento de estudos;

II - a preparação básica para o trabalho e a cidadania do educando, para continuar aprendendo, de modo a ser capaz de se adaptar com flexibilidade a novas condições de ocupação ou aperfeiçoamento posteriores, o aprimoramento do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico;

III - o aprimoramento do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico;

IV - a compreensão dos fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a teoria com a prática, no ensino de cada disciplina.

Conforme a BNCC (2018), a escola também precisa proporcionar ao aluno o contínuo e pleno desenvolvimento das 10 competências elencadas na Base, as quais se desdobram em competências por área e estas, por sua vez, em habilidades.

Fundamenta também o Ensino Médio, entre outras, a Lei no 13.415/2017, Diretrizes Curriculares para o Ensino Médio (DCNEM, 2017), Base Nacional Comum Curricular (BNCC, 2018) e os Referenciais Curriculares para a elaboração dos Itinerários Formativos (Portaria no 1.432, de 28 de dezembro de 2018). Constitui, ainda, como característica do Ensino Médio do Colégio Presbiteriano Quinze de Novembro os princípios da fé cristã reformada, que promove a aplicação do conhecimento para o bem de si, do próximo e da natureza; do discernimento do que é bom, belo e verdadeiro; do desenvolvimento das habilidades individuais, com o fim do exercício excelente dos saberes técnicos, do uso deles para o próprio crescimento e para a contínua contribuição com o desenvolvimento do ser humano, criado à imagem e semelhança de Deus e chamado a viver para a Sua glória.

        Baseando-se neste paradigma, orientam o processo de construção do conhecimento e prática de ensino:

  1. a crença de que o ensino de conteúdos deve se desenvolver com o objetivo de proporcionar ao estudante uma aprendizagem significativa;
  2. a concepção de que a aprendizagem significativa se processa à medida que o estudante é capaz de ancorar o conhecimento novo a conhecimentos e informações já existentes em sua estrutura cognitiva, o que coloca a contextualização dos conteúdos como recurso facilitador do processo;
  3. o entendimento que, no processo de construção do conhecimento, tanto o ensino por descoberta como o ensino por recepção (trazendo o conhecimento já pronto) podem ser significativos, desde que sejam ancorados em concepções prévias do estudante;
  4. a clareza de que na presença de conteúdos onde não existam conhecimentos prévios relevantes é necessária a atuação do professor como condutor do processo e formador do conhecimento e este, mais tarde, funcionará como subsunçor;
  5. a utilização de diversas formas de avaliação e diagnose, como essencial à prática docente e ao planejamento de aula;
  6. a fusão de conhecimentos de diferentes campos como recurso de promover uma construção de conhecimento mais ampla e consistente, salientando as diferentes visões produzidas pela interação entre a informação e o indivíduo;
  7. a preocupação em desenvolver a consciência crítica fundamentada e a ética cristã através da aproximação do conhecimento científico divulgado no colégio à realidade em que o estudante está inserido;
  8. o direcionamento do trabalho docente com o fim do desenvolvimento da autonomia cada vez maior do estudante no gerenciamento de seu processo de aprender;
  9. a vivência de projetos pedagógicos no desenvolvimento de competências que o auxiliem a lidar com conhecimentos conceituais, processuais e atitudinais de forma eficaz;
  10. o reconhecimento, por parte do corpo docente, da importância do relacionamento afetivo para o desenvolvimento da aprendizagem;
  11. a utilização de estratégias diversificadas, tais como: aulões, grupos de estudo, projetos de trabalho, simulados, RDE (Reconstrução do Desempenho Escolar), olimpíadas do conhecimento, atividades artísticas e esportivas, dentre outras, procurando oportunizar diferentes mecanismos de aprendizagem, capazes de trabalhar o aprender a ser, o aprender a fazer, o aprender a aprender e o aprender a conviver.

Observando as recentes mudanças na LDB, em função da Lei no 13.415/2017 (BRASIL, 2017) e Resolução no 4, de dez. 2018, o Colégio Presbiteriano Quinze de Novembro implementou em 2022 o Novo Ensino Médio (NEM), que constituiu a 1ª Série desta etapa de ensino. O NEM substituirá o modelo único de currículo por um modelo diversificado e flexível, que será orientado pelos princípios que norteiam o Colégio e pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Assim sendo, passa a constituir o Ensino Médio, especificamente a 1ª Série em 2022, a Formação Geral Básica e os Itinerários Formativos.

A Formação Geral Básica promove o conjunto de competências e habilidades relativas às Áreas de Conhecimento que compõem a Base Nacional Comum Curricular. Elas são previstas com o fim de aprofundar e consolidar as aprendizagens essenciais do Ensino Fundamental, a compreensão de problemas de níveis mais complexos que os antes vistos e a reflexão sobre soluções para eles. As Áreas do Conhecimento e seus componentes são indicadas a seguir:

  • Linguagens e suas Tecnologias: Português, Artes, Educação Física, Inglês;
  • Matemática e suas Tecnologias: Matemática;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Química, Física, Biologia;
  • Ciências Humanas e Sociais Aplicadas: História, Geografia, Sociologia, Filosofia.

     Conforme a Resolução no 3, de 21 de novembro de 2018, que atualiza as Diretrizes Curriculares para o Ensino Médio, os Itinerários Formativos, por sua vez, dizem respeito ao conjunto de situações e atividades educativas postas à disposição do estudante para que possa escolher, consoante o interesse em aprofundar o conhecimento em uma ou mais Áreas de Conhecimento, que lhe confere natureza acadêmica, bem como em ingressar em uma Formação Técnica e Profissional. Os Itinerários Formativos são estruturados conforme a Base Nacional Comum Curricular, as Diretrizes Nacionais para o Ensino Médio e a Resolução CNE/CP no 2/2017 e são totalmente embasados pelos eixos estruturantes investigação científica, processos criativos, mediação e intervenção sociocultural e empreendedorismo.

Para 2022, a 1ª Série ficou constituída conforme o quadro a seguir:

Quadro 1 – Estrutura da 1ª Série em 2022

A estrutura definida estará sob avaliação, para que seja confirmada, aprimorada, adaptada, conforme se faça necessário, a fim de que ao estudante Quinze sejam oportunizadas situações de ensino e aprendizagem que efetivamente contribuam para a sua necessária formação.

Pesquisar

Quem está OnLine

Temos 147 visitantes e Nenhum membro online


MENU +

Ser Quinze!

Parceiros

 

 

 

© 2022 Colégio Presbiteriano Quinze de Novembro. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento HC Comunicação